Com o avanço da medicina e do conhecimento científico e tecnológico, procedimentos cirúrgicos complexos, que, antigamente, somente poderiam ser realizados através de grandes incisões, hoje, podem ser realizados pela cirurgia laparoscópica.

A laparoscopia é realizada através de pequenas incisões, empregando instrumentos cirúrgicos especiais, desenvolvidos para essa técnica, que tornam possível visualizar as estruturas anatômicas com maior clareza e realizar a cirurgia com menor agressividade aos tecidos sadios. Por isso, é considerada um procedimento minimamente invasivo.

Muitos benefícios são descritos com o uso da laparoscopia, como menos dor e desconforto no pós-operatório, menor tempo de internação e de retorno às atividades, pequenas incisões e, portanto, melhor resultado estético. Tudo isso é possível pela possibilidade de reduzir o estresse cirúrgico e menor trauma nos órgãos internos, o que facilita a recuperação.

No entanto, assim como nas cirurgias abertas tradicionais, existem complicações, como o risco de sangramentos, infecção, lesão de órgãos adjacentes às áreas operadas, como o fígado, baço, intestinos, pâncreas e estruturas vasculares.

Além disso, tecnicamente, a cirurgia laparoscópica é mais complexa de ser realizada e, por isso, o procedimento pode ser mais demorado e, em alguns casos, é necessária a conversão para a cirurgia aberta, para completar o procedimento com maior segurança.

Devido à essa complexidade, a curva de aprendizado para se realizar procedimentos laparoscópicos é extremamente grande. Existem diversas técnicas cirúrgicas que, muitas vezes, devem ser usadas, ao mesmo tempo, durante os procedimentos. O Dr. Rafael Fagionato Locali está habilitado à realização de cirurgias laparoscópicas em urologia. Para mais informações agende uma consulta com Dr. Rafael Fagionato Locali.

WhatsApp Agende pelo Whatsapp