A litíase urinária, também chamada de pedras do rim, ureteres e bexiga, é uma condição bastante comum e que causa imenso desconforto nos pacientes que a possuem. Apesar de comum, é uma condição que pode trazer sérias consequências, como dores fortes, infecções, estenoses de ureter e o extremo de perda da função renal.

As pedras podem ser formadas isoladamente, sem associação com algum distúrbio que a gere. No entanto, é fato que uma boa parcela dos pacientes possuem um distúrbio metabólico que justifica o aparecimento repetitivo de cálculos. Dessa forma, é imprescindível a investigação e tratamento dos distúrbios metabólicos, além da remoção das pedras.

Os procedimentos cirúrgicos para retirada dos cálculos são seguros, e, na sua maioria, são feitas por meio de pequenas câmeras que são inseridas dentro da bexiga, ureteres e rins, através da uretra. Os cálculos são fragmentados com laser e removidos com um pequeno cesto. Nos casos de cálculos renais maiores, é necessário realizar uma punção diretamente no rim, para fragmentar e remover as pedras.

É importante ressaltar que para cada tipo e localização de pedra, existe um procedimento mais adequado. Eventualmente, pode ser necessária a combinação de mais de um tipo de procedimento. As cirurgias possíveis para a retirada dos cálculos são:

  • Cistolitotripsia transuretral
  • Cistolitotomia
  • Ureterolitotripsia transureteroscópica com aparelho semi-rígido
  • Ureterolitotripsia transureteroscópica com aparelho flexível
  • Nefro-ureterolitotripsia com aparelho flexível
  • Nefrolitotripsia percutânea
  • Ureterolitotomia videolaparoscópica
  • Pielolitotomia videolaparoscópica

O Dr. Rafael Fagionato Locali é especialista no tratamento de cálculo do trato urinário, empregando técnicas minimamente invasivas, assim como na investigação de distúrbios metabólicos. Para mais informações agende uma consulta com Dr. Rafael Fagionato Locali.

WhatsApp Agende pelo Whatsapp